domingo, 2 de julho de 2017

[Resenha] O verão em que tudo mudou, Gabriela Freitas, Thaís Wandrofski e Vinícius Grossos

Título: O verão em que tudo mudou
Autores: Gabriela Freitas, Thaís Wandrofski e Vinícius Grossos
Editora: Faro Editorial (cortesia)
Páginas: 304
Onde comprar: Amazon | Saraiva

Alguns livros nos marcam porque encantam, outros porque nos fazem sentir vivos e outros, como O verão em que tudo mudou, porque nos mudam e nos tornam alguém melhor. 

Dezembro - Quando infinitos se encontram – Vinícius Grossos

Nesse conto somos apresentados à história de Frederico, um rapaz simpático que trabalha numa livraria. Ele é apaixonado por livros, mas tem um problema: não tem um sonho. Quando as pessoas ao seu redor começam a falar de sonhos, ele se sente perdido, pois não consegue ver algo que almeja ter ou ser. 
“Descobri que, quando nascemos, nossas vidas já vêm com uma prévia de roteiro estabelecida, siba você disso ou não. Todo o mundo espera que a gente cresça, construa carreira, se case, tenha filhos, se aposente e morra. É um ciclo sem fim que enxergo tanto na minha família como nas famílias dos meus amigos. Mas, às vezes, algumas pessoas acabam escapando dessa regra. Mutantes? Talvez; gosto de pensar em mim como um mutante... Aprendi, com muito custo, a me tornar alguém à margem dos holofotes. Os outros sabem que eu existo, mas não me notam. É como se eu fosse uma simples presença no meio delas sem gerar curiosidade ou interesse. Eu gosto disso, porque, no findo mesmo, não há nada de interessante ou atraente na vida. E não é glorioso apenas existir. Isso não chama muito a atenção. E, bem, eu sou esse cara. Sou um mutante e meu poder é me camuflar e viver nas sombras.”


Na véspera de Natal, depois de ter um dia bastante ruim (por conta da questão dos sonhos), ele atende um rapaz muito mal-educado que quer uma indicação de um livro para a namorada. Ele fala para o rapaz comprar, pois as chances de errar são pequenas, O Pequeno Príncipe em uma edição linda e fica para fechar a loja, pois seu Natal não terá nada se especial: seus pais não comemoram mais depois que os avós faleceram.

Enquanto está arrumando a loja para ir para casa, ele percebe uma moça na porta da livraria querendo devolver um livro. Ela tem uma atitude não muito educada e ele responde a altura, mas aí é surpreendido: o livro devolvido é o mesmo que o rapaz mal-educado havia comprado. Essa moça, cujo nome não vou revelar, mudará a vida de Frederico de uma forma inimaginável. 
“Sonhos são uma das coisas mais íntimas e devemos compartilhá-los com poucos.”

Fred me encantou, pois me vi muito nele, afinal, quem nunca se sentiu assim: sem sonhos? Você pensa: eu tenho sonhos, quero que coisas aconteçam na minha vida, mas às vezes você não os tem. E isso é normal. Você não precisa se sentir menos importante ou mal por não ter um sonho. Esse conto me ensinou que o agora e a felicidade são coisas importantes, além do mais, nós precisamos viver nossas vidas e não projetar nossas ideias e vontades nos outros. .

Foi um conto magnífico para começar o livro e achei que seria o melhor, mas estava enganada...


Janeiro – “Mantenha-se viva!” - Gabriela Freitas

No segundo conto, somos apresentados à história de Lavínia, uma adolescente que acabou de realizar seu maior sonho; passar no vestibular na melhor Universidade para estudar Arquitetura e Urbanismo. Tudo seria maravilhoso se ela quisesse ainda fazer esse curso. Como falar para os pais que não quer mais isso? Como ter uma conversa séria com o namorado, pois a relação deles não está boa há tempos? 
“Quando foi que a gente ficou reduzido a isso? Quando todo o resto passou a ser mais interessante que nós?”


Esse conto foi o que mais me tocou e não vou falar muito sobre ele pois acho bacana o leitor ser pego de surpresa. Acho que todos nós já almejamos alguma coisa e, ao alcança-la, percebemos que não era mais isso que queríamos, mas como colocar isso para fora? Como explicar para os outros que você não quer mais algo que lutou a vida toda para conseguir? É uma tarefa muito difícil e esse conto faz você pensar nisso. Também te faz pensar até que ponto você tem que se doar para a felicidade do outro e como é importante sua felicidade estar acima de tudo. E, não, isso não é egoísmo. 
“Vivi tempo demais no plural, ao ponto de me esquecer como é ser singular.”

Enquanto o primeiro conto me ensinou que não ter sonhos é normal, esse me ensinou que desistir de sonhos antigos e buscar novos é importante para manter a vida em movimento. E foi melhor que o primeiro.


Fevereiro – Pôr do Sol – Thaís Wandrofski

No terceiro conto conhecemos a Marisol, ou Sol, para os íntimos. Ela tem uma irmã gêmea, Maristela, ou Stela, que apesar de ser idêntica fisicamente a ela, é completamente diferente, pois Sol gosta de ter poucos, mas bons amigos, não é namoradeira e é extremamente controladora em todos os sentidos. Stela é completamente diferente. 
“Ela é a estrela cadente que cai sem aviso; eu sou o sol que sempre queima em todo verão.”


Mas o conto não é sobre as diferenças entre as duas, apesar de focar um pouco nisso, o conto é sobre se arriscar. Sol planejou o seu segundo mês de férias e quer fazer com que seus amigos façam o que ela quer, mesmo que eles já tivessem planos; controladora ao extremo. Ela não se preocupa muito com os outros, mas não por egoísmo é seu jeito de ser.

As coisas mudam quando ela percebe que a melhor amiga de toda a vida está falando com outra garota e apelidaram se controladora. Outro fator que ajuda muito é a troca de mensagens com T, uma pessoa que mandou uma mensagem errada para ela e torna-se seu refúgio, seu amigo – ou seria amiga? Quando Sol deixa de controlar as coisas e deixa que elas aconteçam, coisas mágicas acontecem e sua vida muda. 
“(...) É preciso ser muito especial para mudar, Sol. Tem que ser muito forte para conseguir detectar seus defeitos, reconhecer suas imperfeições e tentar mudar. E foi isso o mais me prendeu a você. O mundo não precisa de pessoas perfeitas. O mundo precisa de pessoas reais. Eu também.

Eu não esperava nada desse conto. Os outros dois tinham sido tão maravilhosos que eu pensei: esse livro deve ter alguma coisa ruim, será o terceiro conto, mas ele foi ainda melhor que os outros.  
“Todo mundo tem seus erros, e são eles que nos ajudam a construir nossos acertos.”

Mais uma vez, me vi sendo a personagem, pois sou muito controladora, sou a louca das planilhas para tudo: contas, blog, leituras, vida e acho que isso está me prejudicando, pois perco as coisas simples da vida por não querer sair da rotina. Também me encantei com T, uma pessoa extraordinária que tocou meu coração de todas as formas imagináveis.


Como vocês devem ter percebido, amei esse livro de todas as formas imagináveis, amei os personagens, as histórias, a forma como tudo se liga no final, a narrativa dos autores, a edição (que está maravilhosa, como vocês viram pelas fotos) e os ensinamentos. Essa trama me fez viajar dentro da minha mente, me conhecer num nível que não me conhecia e me tornar alguém melhor e sou muito grata por isso ter acontecido.


É impossível não recomendar essa obra, mas acho que ela vai funcionar em níveis diferentes para cada um, pois as mensagens e a forma como nos toca é tão incrível que é impossível não querer reler esse livro assim que concluirmos. Não pensem duas vezes ao comprar esse livro e ler. Leia, também, com o coração aberto, pois sei que ele irá te tocar num nível que nenhum outro fará.

Para finalizar, gostaria de deixar meu muito obrigada aos autores por terem sido tão incríveis ao escreverem essas histórias e a Faro por ter investido nessa publicação e acreditado no potencial da obra.

Classificação:

24 comentários:

  1. Que livro lindo! Amei! Coloquei na minha lista de desejados!
    Beijos

    Resenhando por Marina

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bruna. Não sabia que o livro se passava em contos, por isso estou encantada com a possibilidade em lê-lo. Mesmo não gostando de contos, eu ainda quero me arriscar em algumas leituras e já estou amando as histórias antes mesmo de conhecê-la. Amei a capa, é realmente linda.
    Beijo!
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Oie Bru,
    É muito lindo mesmo o livro. A capa e a semiótica dentro dele é maravilhosa. Quando vc me fez a descrição e me mandou a leitura em fotos dos primeiros conroa eu fiquei apaixonada mesmo! Parabéns pela lindíssima resenha Bru!
    Beijinhos Amanda,
    Faces Em livros

    ResponderExcluir
  4. Oooi, Bruna, sua maravilhosa!!!
    Amei MUITO a sua resenha, e mais ainda por saber que as histórias conseguiram te tocar dessa forma tão linda.
    Obrigada pelas palavras e por deixar o meu ♥ mais quentinho!

    Beijão ♥

    ResponderExcluir
  5. Adoramos a resenha, que deu MUITA vontade de ler!

    ResponderExcluir
  6. Oi Bru!
    Já vi a capa do livro por aí, e por se tratar de autores que ainda não li nada mas sempre tive curiosidade, ele já está na wishlist à tempos, mas sua resenha veio pra me fazer colocá-lo no topo, pois parece se tratar de histórias lindas e emocionantes e com certeza quero conferir o quanto antes.
    Amei as fotos!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  7. Ola
    Que capa fofinha e a edição parece que está uma graça também. Não lembro se já tinha conferido algum comentário a respeito deste livro, mas fiquei bem curiosa sobre esse desenvolvimento, e eu realmente gostaria de fazer essa leitura também. Achei bem interessante que, de alguma forma, a obra consegue ser bem tocante, e a minha curiosidade sobre isso só aumentou ainda mais.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde!
    Nossa, que resenha maravilhosa! Fiquei com uma super vontade de ler as três histórias, todas parecem ótimas e contagiantes.
    Eu já tinha visto a capa do livro antes, e achei linda, mas não sabia que por dentro o trabalho gráfico era melhor ainda. Tudo muito perfeito!
    Abraços.

    Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Oi Bruna,
    que resenha incrível, as fotos estão maravilhosas. Já conhecia o livro de vista mas não sabia de fato do que se tratava, sendo assim não fazia ideia que se passava em contos, isso não chega a me incomodar muito pelo contrário, mas certamente me da uma nova perspectiva da obra, não tenho muita ansiedade por essa leitura, mas se a oportunidade surgir seguirei essa dica com toda a certeza do mundo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Já ouvi tanta gente falando esse livro que sinto uma vontade imensa de ler, sem contar que essa capa, a diagramação é incrível. Desde que conheci melhor o trabalho da Faro como parceira, eu estou apaixonada pelo seu trabalho na diagramação <3 Adoro essa de ter tirado algo de cada conto, essa de ser controladora organizada? Não sou kkkkkk meu blog, tudo, é bem desorganizado. Preciso muito virar a louca das planilhado haha. Adorei a sua resenha e a dica de leitura ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Já li esse livro também e amei demais as histórias criadas pelos autores! Tirando essa edição maravilhosa da editora, que livro mais fofo meu Deus! Não sei quem está mais de parabéns a editora ou os autores kkkk

    BJss

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Não sou muito de ler contos, mas esses parecem ser bem interessantes.
    Fiquei curiosa para saber porque a menina do primeiro conto queria devolver o livro. E realmente nossos sonhos mudam o tempo todo, principalmente quando conseguimos aquilo que achávamos que queríamos e nunca é tarde para buscar um sonho novo.
    Adorei a dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    A capa do livro é muito bonita! E gostei das fotos que você colocou, não sei se leria a história, mas achei bem interessante e diferente o enredo (pelo seu ponto de vista), então quem sabe eu leia algum dia, nem que seja pelas fotos!
    Abraços

    Dicas Literárias

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Adorei a capa, diagramação e quotes, fiquei muito interessada. Sua resenha está ótima e passa muito sentimento, conseguiu transmitir o quanto gostou do livro e de cada conto separadamente. Mesmo atolada de leituras para realizar e prazos de resenha vou me esforçar para conferir sua dica assim que possível.

    Beijos e Sucesso!

    ResponderExcluir
  15. Oi Bruna!
    Menina que capa linda e que diagramação maravilhosa!!!
    Não conhecia o livro, mas me apaixonei pelas suas palavras na resenha e pela premissa de cada conto, fiquei realmente curiosa para conhecer a obra e olha que eu não sou uma pessoa que gosta de ler esse tipo de literatura, mas eu pude perceber que tem as lições de moral e eu amo histórias que nos ensinam algo, por isso o desejo.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  16. Oiii,

    Preciso admitir que esta edição esta encantadora como um todo, a capa, a diagramação tudo esta muito lindo. Depois preciso te das os parabéns, porque é a primeira resenha que eu leio de um livro de contos que faz querer ler, porque eu realmente não sou fã de contos, eu acabo sempre esperando mais ou não achando algo que me faça querer ler algum dos contos e você me fez querer ler todos os contos rs. Assim que eu puder vou adquirir a obra.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  17. Oii Bruna, tudo bem? Que livro liiindo!! Edição fantástica, amei. Eu não sou muito fã de contos, mas esses eu fiquei beeem curiosa para ler, depois de conferir sua resenha <3 Dica anotada! Nunca li nada de nenhum desses autores e será uma boa forma de começar :D

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi, Bru

    Paaaaara tudo, que edição mais maravilhosa é essa? Eu nunca tinha visto ela por dentro, que coisa mais linda! Tô chocada! Hahaaha
    E se antes eu tinha um pouquinho de interesse nesse livro agora tenho um poucão, só por conta dessa diagramação maravilhosa e pela sua resenha super intimista.
    Bom ver que cada conto te tocou de uma determinada maneira e também acho que ela vai funcionar de forma diferente para cada leitor.
    Adorei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Estou simplesmente apaixonada por esse livro. Pelas páginas com versos e poemas. Tudo muito lindo e caprichado.
    Parabéns para a editora.
    Não sou muito fã de contos, mas essa divisão em meses está muito legal.
    Fiquei curiosa para conhecer um pouco mais da trajetória desse personagem que trabalha no meio de sonhos(livraria), e não têm sonhos.
    Dica mais que anotada.

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem?

    Esse livro é lindo, tanto o projeto gráfico como a história. Eu gostei muito da divisão por autores e também por ser contos. Fico feliz que tenha gostado da leitura, que os contos te tocaram. Ah o Vinícius é super gente boa, já fui em lançamento dele aqui em Juiz de Fora, já conversei algumas vezes com ele pela internet e pessoalmente. Super recomendo O Verão em Que Tudo Mudou!

    ResponderExcluir
  21. Hey!
    Não conhecia a obra, mas achei um arraso, super fofo e com um trabalho gráfico excelente, gosto de contos e achei a divisão bem interessante, dica anotada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Olá nossa eu adorei o livro a capa é incrível os contos são bem interessantes principalmente o primeiro e fora as ilustrações dentro do livro lindas e que com certeza atraem muito o leitor conforme o decorrer da leitura, na minha opinião pelo menos. Adorei cada detalhe e com certeza eu vou querer ler sim, beijos.

    https://fonte-da-leitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oii!!
    Para começar, ameeei a capa desse livro!!
    E pelo que você descreveu, todos os contos tem uma sensibilidade enoorme, tratando de temas do nosso dia a dia e como lidamos com eles.
    GOstei bastante da resenha, vou procurar o livro para ler.
    Um beijo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  24. Que graça esse livro, adorei! A editora caprichou no projeto gráfico, hein! Eu gosto muito de livros de contos, acho que são bem apropriados para a vida corrida que levamos, Pois podem ser lidos em uma viagem de ônibus. E este livro parece ser muito especial, já que mexeu tanto com você.

    Tatiana

    ResponderExcluir