domingo, 9 de abril de 2017

[Resenha] Com todo amor do mundo, Monaliza Nunes

Título: Com todo amor do mundo
Autora: Monaliza Nunes
Editora: Coerência (cortesia)
Páginas: 176
Onde comprar: Loja da Editora | Saraiva

Com todo amor do mundo é aquele tipo de livro que você lê em apenas uma sentada em uma tarde de domingo com aquele friozinho do outono.

Nesse curto – e marcante – livro somos apresentados à história de Elizabeth – ou Liz – e Miguel. Eles foram amigos de infância, namorados na adolescência, marido e mulher e pais na vida adulta. Liz teve muita sorte por se casar com o amor de sua vida, já que muitos não têm a mesma oportunidade, mas a vida dela não é um mar de rosas e ela sofre várias perdas, uma amiga, a avó, mais amigos e o Miguel, seu grande amor – acalmem-se que isso não é spoiler está nas primeiras páginas. 
“Talvez, ser adulto é perceber que tudo tem fim, que nada fica na nossa vida por muito tempo e chegar à conclusão que isso dói de uma forma gigantesca.”

O livro é composto por cartas escritas pela Liz para o Miguel relembrando do passado deles, das coisas que poderiam ter feito diferente, dos desejos não realizados, das alegrias, das tristezas, enfim. Tais cartas têm o caráter de fazer Liz aceitar essa perda e até superá-la.

A primeira coisa que encanta nesse livro é a capa, ela é, simplesmente, encantadora. Os tons de rosa com o preto funcionaram muito bem – e olha que não gosto de rosa. Depois, o leitor se encanta com a história e torce para que tudo não passe de uma fantasia da mente de Liz e que Miguel esteja vivo para que eles possam viver o amor deles e ter outras oportunidades. Outro ponto que me encantou nessa trama foi que ela se passa, basicamente, em minha cidade São Carlos e nunca tinha lido um livro que se passa aqui.

Entretanto, nem de coisas boas a vida é feita e o mesmo aconteceu com esse livro. Tive um problema com ele que foi a repetição de algumas coisas, por exemplo, existem duas cartas com praticamente o mesmo teor, isso me incomodou um pouco, mas não é nada que não fosse facilmente superado pelo amor que transborda nessas páginas.

Com todo amor do mundo foi um livro que me fez pensar muito, principalmente porque Liz alcançou muitos sonhos ao longo de sua vida, mas nenhum deles foi sonhado por ela. Então, comecei a pensar até que ponto meu sonho precisa ser mais importante do que o de alguém que amo, como meus pais. Até que ponto não ter meus sonhos e minhas ambições podem me tornar uma pessoa triste e machucada. Mas, o principal ensinamento dessa obra foi que nós sempre vamos perder alguém que amamos, mas isso não significa que precisamos nos perder. Enquanto estivermos vivos sempre haverá esperança. 
“Quanto tempo vale um minuto, lembra que você me perguntou isso? No momento eu respondi que valia sessenta segundos, porque eu não havia entendido o sentido da pergunta. Agora eu entendo e vou lhe dar a resposta que você merecia tantos anos atrás.
Um minuto para uma criança que está na escola, ansiosa para brincar, vale o mesmo que uma senhora de oitenta anos que está cansada da vida. Um minuto para uma mãe que acaba de perder um filho é o mesmo que um dia para um soldado em campo de guerra. Um minuto para um homem de negócios, cheio de assuntos para resolver é igual a quinze minutos que uma adolescente tem para chegar em casa na hora.
Então mesmo sem ser considerada uma grande aula de física e química, acho que este negócio de tempo não tem importância de verdade, porque muitas vezes o momento mais importante da nossa vida dura dez segundos o que em nossa mente vale por dez minutos, ou dez vidas ou cinco segundos, isso depende de cada um. Talvez o tempo seja uma lenda criada pelos índios antigos, o que importa de verdade é garantir que nosso tempo está sendo usado de forma correta.

Acho que esse livro vale muito à pena ser lido e é uma boa indicação para quem precisa sair de uma ressaca literária.

Classificação:

27 comentários:

  1. Oi, Bruna! Gostei da sua resenha e, que bacana o livro se passar basicamente na cidade, onde você reside. A capa do livro é bem romantica e delicada, o que faz do mesmo muito bonita. Abraço!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bru.
    Essa capa realmente chama a atenção. E que bacaaaaana ler um livro que faz referência a sua cidade. Gostei muito!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Quando eu li que ela perdeu o próprio Miguel fiquei de olhos arregalados, fiquei meio: O que? Como assim ele morreu?
    Esse livro parece ser perfeito, quando vi a capa e o título, pensei que fosse ser um romance bobo, mas o fato da história ser a perda das pessoas que amamos me prendeu em sua resenha do início ao fim. Parece ser uma história que o amor realmente transborda pelas páginas, e achei bem interessante o seu questionamento: até que ponto o nosso tem que ser mais importante? Mais o importante que o de alguém, como meus pais? Estou em uma fase que preciso questionar isso e acho que será interessante ler esse livro, tenho medo de não estar conquistando os meus sonhos e sim o dos outros.
    Agora tenho certeza de que preciso ler esse livro para entender essa questão de perder as pessoas que ama e não se perder. Amei a resenha e acho que esse livro talvez entre em muitas questões pessoais minhas, então quero muito ler.

    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Já fiquei apaixonada pela capa (encantadora mesmo) e a premissa me deixou bem instigada para conferir também. Não sei como ainda não tinha ouvido falar a respeito desse título. Legal saber que é um livro que te faz pensar, e até se identificar né?!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Adorei sua resenha!!!
    Pelos seus comentários tenho certeza que irei gostar da obra, pois, eu amo livros nesse estilo! Sempre que leio livros com cartas sobre o passado é favorito na certa :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Gosto de livros que me fazem pensar e a forma como você descreveu seu envolvimento com a narrativa, me deixou bem curiosa.
    A capa está fofa também.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura!! Mesmo que com algumas contrapartidas...

    Enfim, a capa e realmente muito bonita! E acho ótimo que te agrade o facto de ter essa reflexão acerca dos sonhos! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Vejo que a Editora Coerência está cada dia melhor, até hoje não ouvi nenhuma reclamação sobre eles e muito contrário, só vejo críticas excelentes e construtivas sobre suas obras. Eu tenho um grande amor por eles e faz tempo que estou querendo ler essa obra, após ler a sua resenha a minha vontade só aumentou, amei! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Poxa, fiquei com medo desde livro. Sua indicação no final que é uma boa pedida para sair da ressaca, acho que teria o efeito contrário em mim. Esse tipo de enredo me comove muito. Não perdi alguém realmente próximo a mim, mas isso não me impede de sempre refletir como poderia ser afetada caso venha acontecer. E essas reflexões me afundam... Contudo, amei a resenha e pode ter certeza que o colocarei na lista e leitura. Faz bem uma autoanálise de vez em quando.
    Bjs e até mais!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oii, tudo bem?
    Já conhecia o livro, gosto muito da Editora Coerência. Esse é um daqueles livros que tenho certeza que me deixariam com ressaca literária, parece ser incrível! Bem interessante o livro ser sobre pessoas que perdemos e como lidar... mas fico em dúvida quanto a ler e encarar a ressaca kkk acho que vale a pena.
    http://oxenteleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. OI. :)
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas amei sua resenha e fiquei curiosa.
    Adoro romances e me parece que esse se algum dia eu ler, vou chorar horrores rs.
    A capa é realmente encantadora, e tb não gosto de rosa kkk.
    Obrigado pela visita no Blog As Meninas Que Lêem Livros.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bom?
    Nunca havia ouvido falar nesse livro. Gente, já fiquei na bad de saber que ela perde o amor da vida dela. Ainda mais depois do livro mostrar pra gente toda a história deles. Parece ser mesmo uma delicia de leitura, e eu amo quando descrevem "pra vocÊ ler em um domingo chuvoso", pois amo livros rápidos para ler assim.

    ResponderExcluir
  13. Oi Bru, então você conseguiu sair da sua ressaca com esse?
    Sempre vejo falar nesse livro, mas não sabia exatamente do que se tratava, e apesar de parecer ser um livro clichê, dá pra ver que dá pra se perder refletindo nas páginas dessa história que eu nem li, mas já considero, haha.
    Já entrou pra wishlist <3

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  14. Oi, que resenha linda! Aparentemente, esse livro traz uma reflexão lindo para o leitor. Sonhos são as coisas mais intimas do ser humano, não da pra desistir dele. Pela sua resenha fiquei com muita vontade de conhecê-lo, apesar de nunca ter nem ouvido falar da editora. Obrigado por esse resenha, serião preciso ler esse livro e ter essa reflexão. Você conseguiu expôr muito bem isso.

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Bruna, como está?
    Olha eu aqui de novo, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Achei a premissa do livro tremendamente interessante e concordo com o rapaz acima, sonhos são nossas coisas mais íntimas e como diria o autor francês Gérard de Nerval, ele é uma segunda vida. Um livro que certamente vou gostar quando surgir a oportunidade para a leitura.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    Nossa, esse livro deve ser realmente muito lindo. Achei a premissa interessante e gostei das reflexões que a leitura desperta.
    No entanto, deve ser também muito triste e, por isso, acho que não lerei por enquanto. Mas sua resenha me deixou curiosa e vou deixar a dica anotada para ler em outro momento.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oiii tudo bem??

    Que capa linda, realmente encantadora. Quando ao livro, achei que daria mais estrelas, do que três, pela forma que resenhou.
    A questão de ser escrita por cartas me chamou atenção, mas ai me lembro que fico realmente entediada com cartas, mas ok, acredito que irei ler.
    Bjs Rafa

    ResponderExcluir
  18. Concordo contigo, essa capa é maravilhosa demais, e acho que realmente é uma boa para ressaca literária, parece ser algo tão fofo e encantador.

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro e confesso que não fui muito conquistada pela capa, mas lendo sua resenha achei a premissa interessante e por ser um livro curtinho fiquei ainda mais animada, porque ultimamente estou sem muito tempo, sabe? Além disso, eu acho bacana livros compostos por cartas, só é uma pena essa coisa de ter repetição de algumas coisas.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  20. Oi, Bru

    A capa é fofa mesmo, mas tô ficando um pouco cansada de capas nesse estilo. É um livro bem curtinho e o lance das cartas me chamou atenção, mesmo com sua ressalva sobre a repetição do teor em dado momento.
    Se tivesse oportunidade eu gostaria de ler. :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bom?
    Amo livros assim: leves, com uma narrativa fluida e que nos faz refletir sobre alguns pontos. Adorei esse questionamento de até que ponto estamos vivendo nossos sonhos ou os sonhos que sonharam para gente. Quero muito conhecer essa personagem que passou por tantas perdas. O livro ser fininho convence ainda mais! rs
    Ótima resenha!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Faz tempo que não leio romance e confesso que não é meu forte no momento.
    O fato de existirem repetições também me deixa receosa, sempre tenho a impressão de que elas ocorrem simplesmente para preencher páginas :/

    ResponderExcluir
  23. Olá, Bruna.
    Gostei muito da reflexão que o livro provoca, do quanto estamos correndo realmente atrás dos nossos sonhos ou dos sonhos que foram sonhados por outras pessoas.
    Outra coisa que me agrada é a narrativa por meio de cartas.

    ResponderExcluir
  24. Oii!!
    Não conhecia esse livro ainda. Imagino como deve ter sido dificil para Elizabeth superar a perda de tantas pessoas importantes para ela. Eu achei a capa também muito bonita. Achei a forma da personagem tentar superar a perda de Miguel diferente e não sei se eu teria a mesma força que ela, de relembrar todas as coisas boas, sabendo que a pessoa não está mais aqui =( . Concordo que é uma boa história para ler depois de uma ressaca literária, dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oi, tudo bem?
    Não conhecia este livro, apesar de ter achado a capa bem bonita, infelizmente não me senti totalmente conquistado, por causa da repetição de cenas, sabe? É uma coisa que não me sinto totalmente atraído. Porém talvez eu dê uma chance a ele, não agora, mas talvez em breve pelo fato das reflexões apresentadas.

    Beijos,
    Lu | http://justificou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi, Brunna!
    Achei a capa do livro linda e a premissa muito fofa, mas eu tenho problemas com livros em forma de cartas, as leituras para mim ficam arrastadas e eu não consigo me envolver com a história. Mesmo assim gostei da dica; talvez eu dê uma chance ao livro um dia.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  27. Oiee Bru ^^
    Que capa mais linda ♥ acho que ainda não conhecia esse livro, mas gostei da capa...haha'
    Não sei se o leria agora, até fiquei curiosa para conhecer os personagens e ver como a Elizabeth vai superar as mortes de seus entes queridos, mas saber das repetições me desanimou um pouquinho. E esse não é bem o tipo de livro que eu quero ler no momento *-*
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir