quinta-feira, 6 de abril de 2017

[Resenha] Sete minutos depois da meia-noite, Patrick Ness

Título: Sete minutos depois da meia-noite
Autor: Patrick Ness
Editora: Novo Conceito (cortesia)
Páginas: 160
Onde comprar: Fnac | Livraria Cultura | Saraiva

Sete minutos depois da meia-noite foi um livro que li em apenas uma sentada e ficará marcado em minha memória para todo o sempre.

Esse singelo e curto livro nos apresenta à história de Conor, um garoto de 13 anos, que precisa enfrentar seus maiores medos, principalmente à noite. Todos os dias às 00h07, Conor recebe a visita de um monstro que lhe conta histórias sem sentido.

Em meio a essas visitar noturnas, Conor precisa lidar com sua mãe que está muito doente e passando por tratamento rigorosos, com o fato de ser considerado invisível na escola, exceto por Harry, que o maltrata, e com o fato de ter uma avó que está chegando para uma longa visita e promete abalar as estruturas de sua casa. 
“(...) Quem pode dizer que a vida real é que não é um sonho?”

Quando comecei a ler esse livro não pensei que ele fosse ganhar meu coração como o fez, principalmente porque eu não sabia sobre o que o livro tratava, visto que a sinopse não revela muito – ou quase nada.

Conor é um menino marcado pelo sofrimento, o pai foi embora, a mãe está sozinha e doente, ele tem que se tornar maduro antes do tempo e a verdade é que não quer ser maduro, não quer aceitar a realidade, mas “A verdade sempre aparece. É só uma questão de tempo.” 
“(...) Às vezes as pessoas precisam mentir para si mesmas acima de tudo.”

Conforme o monstro vai contando suas histórias sem sentido para Conor, o leitor começa a imaginar o que vai acontecer e, quando a ficha realmente cai, você fica, meu Deus!, isso não pode acontecer, como vai ser daqui para a frente?

É, essa resenha está extremamente confusa, mas é porque sinto que não posso revelar mais nada dessa história para que ela funcione com vocês da mesma forma que funcionou comigo: surpreendendo. 
“– Homens são monstros complicados, disse o monstro. – Como uma rainha pode ser ao mesmo tempo uma bruxa boa e uma bruxa má? Como um príncipe pode ser um assassino e um salvador? Como um boticário pode ser mal-humorado, mas justo? Como um pároco pode ter bom coração, mas ser tão equivocado? Como homens invisíveis podem se tornar mais solitários ao serem vistos?”

Esse livro trouxe uma lição linda: enfrentar meus monstros, por mais terríveis que eles possam ser, preciso enfrenta-los para me livrar do medo e, até, ajudar alguém a ver que pode seguir em frente, que não serei uma pessoa fraca ou triste por tê-los enfrentado. Mesmo que você, querido leitor, não goste de fantasia, esse é um livro que acrescentará muito em sua vida. 
“– Você não escreve sua vida com palavras – explicou o monstro. – Você escreve com ações. O que você pensa não é tão importante. Só é importante o que se faz.”

Classificação:

12 comentários:

  1. Olá, Bruna! Eu estou louco para ler esse livro. Sua resenha só veio reforçar minha vontade em lê-lo. Abraço!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bru!
    Não li o livro, mas amei o filme! As lições que o monstro dá são pra levar pra vida.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
  3. Oi Bru! Eu amei esse livro ma não consegui ver o filme! Quero muito assistir!
    Ele realmente nos deixa uma linda lição.
    bjs

    Amor Por Livros
    http://amo-os-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ola
    Eu ja tinha lido alguns comentários a respeito desse livro, mas ainda nao tinha reparado que possui poucas páginas. Deve ser mesmo uma leitura rápida e pelo que posso compreender, também se torna bem envolvente. Eu adoraria ler porque a premissa me deixa intrigada, sem contar que fico curiosa a respeito do desenvolvimento e da lição central na obra.
    Beijos, F
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Bruna, ainda não li e nem ouvi uma única crítica negativa sobre este livro, mas a sua resenha me deixou mais empolgada em ler em função desta coisa de ter deixado uma lição sobre enfrentar nossos monstros particulares. Achei isso em intenso.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas fico contente que tenhas apreciado a leitura! :) E que o tamanho do livro não tenha influenciado a qualidade!

    Que bom que nos traz uma mensagem de ultrapassar os medos e monstros, seja qual for o seu "peso"! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  7. Oiee Bruna ^^
    Eu estava curiosa para ler este livro, mas não imaginava que era assim tão bom. Saber que você o leu tão rápido (assustador quando a gente lê, lê e só percebe que parou quando o livro acaba, né?). Não achei que a resenha ficou confusa, mas me deixou animada para ler...haha' espero gostar tanto quanto você :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Cada resenha desse livro é um tiro! A sua acima de tudo me deixou curiosa para saber como esse livro pode nos ajudar a superar nossos medos. Achei sua resenha instigante e quero muito saber o fim dessa história e, claro, conhecer mais do Connor e a chegada da avó e nas consequências que trouxe.
    Farei de tudo para ler o mais breve possível.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Bru

    Li esse livro no final do ano passado e amei profundamente. Eu nem gosto muito de fantasia, muito menos de infantojuvenil, mas esse livro passa uma mensagem tão linda que é impossível não se emocionar. É um livro que também li numa sentada só! O filme também é lindo, e eles fizeram um acréscimo maravilhoso na história.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Nossa que história incrível amei, tem uma mistura de drama com fantasia, gostei bastante da premissa, que bom que você não revelou os mistérios para não tirar completamente a surpresa não é rs. Parabéns pela resenha, com certeza é um livro que eu vou ler, adorei beijos.
    http://fonte-da-leitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olha sou bem sincera em dizer que se passasse por essa capa, não iria pegar pra ler, porque pela capa não me chamou nem um pouco de atenção... mas, ao ler sua resenha e ver o quanto o livro te chamou a atenção, confesso que fiquei muito curiosa pela leitura, fato esse que me fez anotar a dica por aqui!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  12. OOi!
    Conheço o livro há um tempinho e sempre tive vontade de lê-lo. Parece ser fantástico, e daqueles que nos trás reflexões.
    Queria muito assistir ao filme, mas acabei nem indo ao cinema vê-lo. Espero ter outras oportunidades em breve, pois pelo trailer parece incrível.
    Beijoos!

    ResponderExcluir